sábado, 30 de abril de 2016

Lançamento! Iwade Kazuya - Kizuna Yuki

Confiram o mais lançamento do cantor Iwade Kazuya, a canção "Kizuna Yuki", lançado em abril de 2016.

Evento! 64º Undokai da Associação Japonesa de Santos (SP)


Tá chegando a hora! Domingo é dia de Undokai! Mais de 30 gincanas para todas as idades, apresentações culturais e ainda a saborosa culinária japonesa. Venha passar o domingo com a gente! Entrada franca! Na pausa para o almoço, você pode assistir às apresentações culturais enquanto recupera as energias para as gincanas. Teremos taikô (tambores japoneses), aikidô e karatê.

Ainda haverá uma demonstração de odori (dança tradicional), em que você poderá até arriscar alguns passos!

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Evento! 119º Exposição Nacional de Orquideas (Jardim Botanico de SP)


Evento! Nikkey Fest de Presidente Prudente (SP)


Evento! 02º Furikake Matsuri do Kumamoto Kenjinkai (SP)


No dia 01/05/2016 (domingo), das 10:00 às 16:00 horas, teremos o nosso 2º Furikake Matsuri na sede da Associação Kumamoto Kenjin do Brasil (Rua Guimarães Passos, 142, Vila Mariana, São Paulo/SP, CEP 04107-030).

O evento prestigia o furikake, um tradicional condimento da culinária japonesa. Geralmente servido sobre o arroz, o furikake possui diversos sabores que tornam a refeição japonesa ainda mais única e saudável.

E é justamente pensando em trazer um pouquinho desse gostinho de Kumamoto para o Brasil, esperamos que todos compareçam e prestigiem o almoço que será servido durante o 2º Furikake Matsuri.

Embora não seja algo típico e exclusivo da Província de Kumamoto, o furikake é motivo de orgulho para a Asssociação Kumamoto Kenjin do Brasil. Isso porque as grandes empresas produtoras de furikake do Japão estão concentradas na região, enriquecendo ainda mais a cultura local, com a qual temos tanta identificação e carinho.

Não haverá cobrança de entrada no local, porém, para desfrutar do almoço, será necessário comprar um convite, antecipadamente ou no próprio dia do evento. Além dessa rica experiência culinária, o 2º Furikake Matsuri terá ainda sorteios e rodadas de bingo.

Lembramos que, em virtude dos terremotos que atingiram a Província de Kumamoto, a Associação Kumamoto Kenjin do Brasil estará arrecadando doações em dinheiro para ajudar as inúmeras vítimas que estão atualmente desabrigadas. Todos os doadores serão devidamente identificados e o dinheiro será depositado em uma conta criada exclusivamente para este fim com transferência direta para o governo da Província de Kumamoto.

Para maiores informações e esclarecimentos, entre em contato com a associação no telefone: (11) 5084-1338.

Contamos com a sua presença para difundir mais uma vez a cultura de Kumamoto no Brasil !!!

~Juntos somos mais fortes!~

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Lançamento! Kudo Ayano - Furusatosan, Aitayo

Confiram o mais recente lançamento da cantora Kudo Ayano, a canção "Furusatosan, Aitayo", lançado em março de 2016. Este é o terceiro single de sua carreira.

Evento! 62º Undokai do Okinawa Marilia (SP)


Evento! 12º Undokai do Grupo Tohoku-Hokkaidp



Ganbare Kumamoto! Ganbare Nihon! Novas Ameaças Naturais


Um teremoto de M3.6 foi registrado às 12h56 em Kumamoto hoje, dia 28/04. O tremor alcançou 4 graus na escala japonesa na cidade de Uki, na província de Kumamoto. Não houve aviso de tsunami. O terremoto teve como epicentro a região de Kumamoto, com profundidade de 10 quilômetros.

Um teremoto de M4.7 foi registrado às 15h30 em Kumamoto também hoje. O tremor alcançou 4 graus na escala japonesa no distrito Nishi, em Kumamoto. O terremoto teve como epicentro o Mar Ariake, entre as províncias de Fukuoka, Saga, Nagasaki e Kumamoto, com profundidade de 10 quilômetros.

Além dos tremores de terra, uma frente fria que se desloca sobre o Japão deve provocar neve entre os dias 29 e 30, no norte de Gunma e Nagano e nas regiões mais elevadas de Chubu. A neve pode acumular em alguns locais. As estradas de regiões mais frias podem congelar, e com restrições para os motoristas usarem pneu de neve. Quem for pegar a estrada deve consultar a previsão do tempo antes de sair de casa.

Previsão do acúmulo de neve (até às 18h do dia 29)
10 cm: norte e regiões montanhosas de Nagano
5 cm: parte central de Nagano, incluindo Matsumoto e Ueda

Cinco anos após o terremoto de 9.0 graus que provocou um tsunami e deixou mais de 15 mil mortos no nordeste do Japão, uma série de fortes tremores registrada desde o último dia 14 no sudoeste do país reacendeu temores de que uma tragédia como a de 2011 possa se repetir em breve.

Os dois abalos sísmicos mais fortes da semana passada, de 6,5 e 7,3 graus, deixaram até agora 42 mortos na província de Kumamoto. Além disso, perto de 250 mil pessoas foram obrigadas a deixar suas casas por causa do risco de desabamento em consequência da série de réplicas.

Mais de 600 tremores foram registrados até agora na região e a terra continua se mexendo. Esses números são impressionantes, pois representam quase metade dos terremotos registrados anualmente no país.

O Japão está localizado sobre três placas tectônicas: Eurasiana, das Filipinas e do Pacífico. Cada uma delas foi formada a partir de "colagens" de placas mais antigas e, por isso, sua formação é cheia de irregularidades, chamadas de falhas. O terremoto ocorre justamente quando essas falhas se "acomodam".

O medo, segundo tem divulgado a mídia japonesa, é de que esses fortes tremores na região sudoeste desencadeiem o assentamento de outras falhas e vire um efeito dominó, subindo pelo arquipélago."Em ambas extremidades da falha é possível que haja deformação por causa da sua movimentação inicial concentrada, o que acaba incentivando outras falhas próximas a se movimentarem", explicou à BBC Brasil o pesquisador e professor de sismologia Naoshi Hirata, do Instituto de Pesquisas de Terremotos da Universidade de Tóquio.

Para alguns cientistas, os recentes terremotos em Kumamoto podem estar ligados a uma falha geológica que se prolonga através do arquipélago.

Um relatório assinado por especialistas da Universidade de Kyoto e divulgado pela imprensa diz que que fortes terremotos poderiam ocorrer em torno de uma grande falha que se estende do sudoeste do país até próximo à Tóquio.Os especialistas acreditam que os novos tremores sejam um sinal dessa movimentação. Os últimos tremores foram registrados em uma área que abrange três províncias ao norte de Kumamoto e partes da região mais central do país.

Porém, para Hirata, esses abalos sísmicos intensos no sudoeste do Japão não devem desencadear os temidos e fortes terremotos esperados para as regiões mais próximas da capital japonesa. "São áreas muito distantes de Kumamoto", lembra.

Mesmo assim, para os pesquisadores, estes fenômenos naturais de grande proporção não estão longe de acontecer.

Segundo estimativas da Universidade de Tóquio, existe 98% de possibilidade de que nos próximos 30 anos aconteça o que eles chamam de Grande Terremoto de Kanto, em uma área onde se encontra a capital japonesa.

O último terremoto forte nesta região foi registrado em 1923 e teve uma magnitude de 7,8 graus. Na época, mais de 140 mil pessoas morreram. Já os cálculos da Agência de Meteorologia do Japão é de que essa probabilidade seja de 70%.
Alerta

Por causa do grande destaque na mídia à possibilidade de um aumento nas fortes atividades sísmicas no país, o Consulado do Brasil em Tóquio divulgou um alerta para os brasileiros que vivem no país – hoje são cerca de 200 mil brasileiros.

"Tendo em vista que os dois fortes terremotos da semana passada podem representar o início de outros tremores, tomamos a iniciativa de avisar os brasileiros para que eles estejam preparados, tenham mais informação e possam localizar facilmente os abrigos", explicou Marco Farani, cônsul-geral do Brasil em Tóquio.

Para o diplomata, a divulgação do alerta é uma obrigação do consulado. "Nosso objetivo é fazer com que os brasileiros estejam alertas e que tomem as providências para se proteger", justificou.

Arnaldo Caiche D'Oliveira, cônsul-geral do Brasil em Nagoia, região que concentra a maior parte dos brasileiros no Japão, também tem se preocupado em informar os brasileiros e garantiu que existe um plano bem detalhado de ação e assistência em caso de desastres de grandes proporções.

Para que tudo ocorra como o planejado, os funcionários dos três consulados brasileiros existentes no Japão passam por treinamentos regulares. "O objetivo de aperfeiçoar a capacidade de resposta do consulado a um desastre", explicou o cônsul.

Apesar das previsões nada otimistas, o professor Hirata lembra que o Japão é um país bastante preparado para fortes terremotos. As normas de segurança para construções melhoraram depois de 1995, ano em que um forte tremor em Kobe matou mais de 6.400 pessoas, muitas das quais morreram por causa do desabamento de edifícios.

"O código de construção atual é resultado de muitas experiências de grandes desastres sísmicos do passado. Casas e edifícios construídos depois de 1981 entram no chamado novo código de construção, o que garante uma certa segurança", explicou o pesquisador japonês. No entanto, ele lembra que ainda há cerca de 20% de construções que não são nem um pouco resistentes a fortes tremores ou que possuem estruturas que podem causar facilmente incêndios.


quarta-feira, 27 de abril de 2016

Evento! ~ En - Laços de Amizade ~ (SP)


~ En - Laços de Amizade/São Paulo ~

Neste ano, a proposta é celebrar o encontro entre Brasil e Japão, manifestando assim a gratidão às terras brasileiras por terem acolhido os antepassados japoneses e, celebrar as belezas que surgem deste encontro entre duas culturas.

A noite contará com grupos como: Grupo Min, Awa Odori, Takaryu Hananokai, Niseta Hozonkai, Nihon Acústico, Ichi Hanno, Ryukyu Koku Matsuri Daiko e artistas como Tamie Kitahara, que trarão aos palcos números tradicionais e contemporâneos

Para este ano, a noite será celebrada com um grande movimento de doação. Os ingressos serão gratuitos e entregues às 18:00 no local do evento.

Para isto, pedimos a doação de um kilo de alimento (arroz, feijão, arroz japonês, macarrão) ou um produto de limpeza (sabão em pó, sabão em barra, limpadores multiuso), que serão entregues ao Templo Busshinji, que direcionará para as instituições filantrópicas nipo-brasileiras. Instituições estas, que acolhem idosos descendentes e não-descendentes.
Desta forma, o Instituto Enlaços acredita contribuir para fortalecer os laços de amizade dentro e fora da comunidade nipo-brasileira.

Para que esta realização seja possível o evento conta com o apoio da Fundação Kunito Miyasaka, Fundação Japão, Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social; Associação Okinawa Kenjin do Brasil – Centro Cultural Okinawa do Brasil; Utiná Press; Ricardo Tokugava Fotografia; Doce Mundo de Lili, Hiroshi Homma Design e Livraria Sol.

Data: 30 de abril de 2016 (sábado) 
Horário: 19h
Local: Teatro FECAP – Avenida Liberdade, 532 
Ingressos: Gratuitos e entregues às 18h no local do evento + 1kg de alimento ou 1 produto de limpeza.

terça-feira, 26 de abril de 2016

Enka! Yuhara Masayuki - Fuyu Sakura


Olá amigos do Enka Mania! Hoje vamos trazer uma das mais belas canções do cantor Yuhara Masayuki, a canção "Fuyu Sakura". O cantor Yuhara Masayuki é natural da provincia de Ibaraki, e nasceu em março de 1947. Casado com a atriz Araki Yumiko, ele completa em 2016 52 anos de carreira como cantor, apresentador e ator. Com 31 singles lançados, o single "Fuyu Sakura" é uma das canções mais conhecidas e cantadas nos karaokes do cantor. Lançado em 2003, esta canção fala de uma das flores mais famosas do Japão, a Cerejeira. 



Kumamoto Ganbare! Doações Através da Associação Kumamoto Kenjin do Brasil


A Associação Kumamoto Kenjin do Brasil está oficialmente arrecadando doações para ajudar Kumamoto. A província japonesa foi a região mais abalada por recentes terremotos, que foram noticiados pela mídia de todo mundo.

Autoridades japonesas já contabilizam 62 pessoas falecidas na província. Além disso, mais de 53 mil pessoas estão vivendo em abrigos temporários ou dentro de veículos.

As doações que o Kumamoto Kenjinkai do Brasil receber serão enviados diretamente ao governo da província de Kumamoto. Para quem puder colaborar, segue abaixo as informações da conta:

Associação Kumamoto Kenjin do Brasil (CNPJ: 43.450.782/0001-73)
Banco do Brasil
Agência 1196-7
Conta: 42479-x

Pedimos aos doadores para que se identifiquem com o nome, endereço e, se possível, comprovante bancário e telefone (este opcional). Passar as informações para a.kumamoto@uol.com.br. Enviaremos aos doadores um comprovante do pagamento.

Toda ajuda é bem-vinda!

Obs: Caso alguém usando o nome da Associação Kumamoto Kenjin do Brasil peça doações, não aceite. Por favor, reporte aos meios oficiais da entidade, como no grupo do facebook.

www.facebook.com/Associação-Kumamoto-Kenjin-do-Brasil

Evento! 44º Undokai da UCEG(SP)


domingo, 24 de abril de 2016

Lançamento! Oshiro Vanesa - Aitai Jima


Confiram o mais recente lançamento da cantora Oshiro Vanesa, a canção "Aitai Jima", lançado em abril de 2016. A cantora Oshiro Vanesa é natural de Buenos Aires (Argentina) e em 2002 ela venceu o NHK Nodojiman Internacional, conquistando o estatus de cantora profissional no Japão. Este é o seu 09º single e comemroa os 14 anos de carreira da cantora. 

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Kumamoto Ganbare! Pós Terremoto em Kumamoto e Novos Terremotos em Hokkaido


O Primeiro Ministro Shinzo Abe declarou na quarta-feira (20/abr) que destinou 2,3 bilhões de ienes do fundo de reserva do orçamento deste exercício fiscal para suprir as necessidades das vítimas do Terremoto de Kumamoto. “Com a finalidade de proceder rapidamente à assistência emergencial às vítimas do terremoto, em Kumamoto e Ooita, decidimos utilizar o fundo de reserva aprovado pelo Conselho de Ministros, nesta data”, declarou Abe.

Além disso, declarou também o envio, o qual já partiu do Porto de Kobe (Hyogo), um ferry que possui instalações hoteleiras, para servir de abrigo, oferecer refeições e banho para as vítimas. Esse ferry deverá chegar hoje (21/abr) no Porto de Yashiro (Kumamoto).

Sukiya e Yoshinoya, duas das maiores redes de Gyudon do Japão, distribuem gratuitamente seus produtos para a população afetada pelo recente terremoto em Kumamoto

Imagens aéreas mostram que o chão se moveu em sentido Leste-Oeste ao longo de 80 quilometros em Kumamoto, em decorrência da série de terremotos. A pesquisa está sendo realizada pelo Instituto de Informações Geoespaciais do Japão, através da coleta de imagens pelo satélite de observação “Daichi 2-go”. Segundo os dados, a área onde houve deslocamento de terra em sentido horizontal se estendeu ao longo de 80 quilômetros em sentido leste-oeste e 40 quilômetros em sentido norte-sul, em Kumamoto.

Na área onde se encontram as placas mais ativas na série de terremotos, em Mashiki e Nishihara, o deslocamento chegou a 1,50 metro em sentido leste. Nos arredores de Minami-Aso, o deslocamento chegou a alcançar 30 centímetros em sentido oeste. Por outro lado, ao norte das placas, o chão chegou a afundar 1,20 metro, enquanto no sul, o chão subiu 40 centímetros.

Um terremoto de magnitude 6,7 na escala Richter foi registrado nesta quinta-feira (14) na ilha de Hokkaido, no norte do Japão, mas sem que o alerta de tsunami tenha sido ativado. A Agência Meteorológica do Japão informou que o terremoto aconteceu às 12h25 locais (1h25 de Brasília) com seu epicentro no litoral do distrito de Urakawa, ao sul da ilha de Hokkaido. Já o hipocentro foi situado a cerca de 50 quilômetros de profundidade, segundo a agência.

O terremoto atingiu intensidade 5 na escala japonesa fechada de 7 graus em várias localidades de Hokkaido e do norte Japão. O medidor se baseia mais nas zonas afetadas do que na intensidade do tremor. O tremor não causou danos nas zonas atingidas, que são muito pouco povoadas, segundo a emissora pública japonesa "NHK".

O Japão está localizado sobre o chamado "Círculo de Fogo do Pacífico", uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo, e sofre terremotos com relativa frequência, por isso a infraestrutura do país foi desenvolvida especialmente para suportar os tremores.

Passados 5 anos do terremoto e tsunami em Fukushima, Japão, aquele pesadelo pode se repetir, em 20 dias. Essa foi a previsão do Instituto de Previsão de Terremotos de Taiwan anunciada no último dia 6 de março.

De acordo com as informações publicadas no site do Instituto, esse grande terremoto, de magnitude de 7 graus ou acima, poderá acontecer no Japão ou em Taipei. O terremoto ocorrido em 6 de fevereiro em Taipei foi previsto 2 dias antes e publicado no mesmo site. Como esse Instituto observa as ondas eletromagnéticas em diversos pontos de Taiwan, tem percebido ondas idênticas em Taipei nos pontos de observação da capital.

O diretor do Instituto de Pesquisa Eletromagnética Hayakawa, Masashi Hayakawa comentou ao jornal Nikkan Gendai “medonho é que esse instituto prevê que mais do que em Taipei, pode ocorrer no Japão”.

“Se existe ou não uma relação causal com os resultados observados em Taiwan e o terremoto no Japão, é desconhecida. No entanto, em geral, quando ocorre uma rachadura na planta em tais movimentos bruscos das placas, é gerada uma corrente elétrica, o que causa um impacto no ambiente. Também, academicamente falando, pode ser observada como uma onda de rádio na superfície da terra, a partir de cerca de uma semana antes do tremor”, explica Hayakawa.

Esse mesmo Instituto, previu em 3 de janeiro deste ano, um abalo sísmico na classe de 7,6 graus de magnitude, a acontecer no Alasca ou no Japão, em um período de 7 dias. Em 7 dias nada ocorreu, entretanto, no dia 12 do mesmo mês ocorreu um terremoto de 6 graus ao noroeste da costa de Hokkaido e outro de 7,1 graus no Alasca no dia 24. Ou seja, quase acertou. Diante disso, onde pode estar o perigo no Japão, perguntou o jornal ao especialista.

“A maior preocupação é com o Terremoto de Tokai. As placas tectônicas Filipinas e Euroasiática se encontram, através da costa leste de Taiwan com direção à Baía de Suruga, no Japão. O choque das placas empurradas resultou no último terremoto ao sul de Taiwan, no mês passado. A Suruga Trough da costa Tokai, localizada ao nordeste de Tainan, está com acúmulo de estresse, o que pode provocar um grande terremoto a qualquer momento. Outro local a ter cuidado é a costa Sanriku, onde aconteceu o Grande Terremoto ao Leste do Japão. Em 1.933, quando do Grande Terremoto Showa Sanriku, como o epicentro estava a 200 Km da costa, a instensidade sísmica foi de 5 graus, entretanto, observou-se tsunami com ondas de até 28 metros de altura. Não se pode ficar tranquilo com terremotos menores”, explicou Hideki Shimamura, professor catedrático da cadeira de Sismologia, do Musashino Gakuin. Um grande terremoto é inevitável em qualquer que seja o local do Japão, por isso, é bom ter isso em mente.

Evento! Aula Experimental Sakura Fubuki Wadaiko (SP)


Estamos com inscrições abertas para turma de iniciantes. Venha fazer parte desta equipe e aprender um pouco sobre a tradicional arte do taiko.

Haverá duas aulas experimentais:
Sexta dia 22/04 às 19h
Domingo dia 24/04 às 10h

Endereço: Rua monte das gameleiras, 375 - Vila ré. Próximo ao metrô patriarca.

Aguardamos sua visita!

よろしくお願いします。

Evento! 02º Matsuri Day do ACREC (SP)


Lançamento! Sakamoto Fuyumi - Kita no Kaikyo/ Ai no Uta


Confiram o mais recente lançamento da cantora Sakamoto Fuyumi, as canções "Kita no Kaikyo" e "Ai no Uta", lançados em março de 2016. Nascida em março de 1967 na provincia de Wakayama, a cantora Sakamoto Fuyumi completa 30 anos de carreira em 2016. Com uma carreira repleta de grandes sucessos, ela é considerada uma das 05 princesas da música Enka. Em 1986 venceu o concurso "Kachinuki Kayo Tengoku" da TV NHK, e sob a orientação do saudoso Professor Inomata Kosho ela iniciou sua carreira. Em 1987 ela lançou seu primeiro single, "Abare Taiko", que vendeu 800.000 copias.  

Com 44 singles lançados, e mais 05 singles lançados em parceria com outros cantores, já participou de 08 doramas e 27 vezes no show de fim de ano Kouhaku Utatagsen da TV NHK.  

Interprete de grandes sucessos como "Iwai Sake", Kaze ni Tatsu", Yozakurao Shichi", entre muitos outros, ela também faz muito sucesso com o estilo musical romântico com sucessos como "Mata Kimi ni Koishiteru" e 'Zutto Anata ga Sukideshita". 

Para comemorar os 30 anos de sua carreira, a cantora Sakamoto Fuyumi lança um single que possui os dois estilos musicais. Com a canção "Kita no Kaikyo", ela traz o estilo enka tradicional e com a canção "Ai no Uta", traz o estilo romântico. 

Na sequencia, assistam o video do concurso no qual ela venceu, lançando-se na carreira musical profissional. Em seguida assistam o video da canção de debut da cantora, "Abare Taiko", gravado em 1987.  













Evento! 65º Undokai Nipo Bauru (SP)


terça-feira, 19 de abril de 2016

Lançamento! Mori Konomi - Kamome no Kaikyo



Confiram o mais recente lançamento da cantora Mori Konomi, a canção "Kamome no Kaikyo", lançado em abril de 2016. Este single foi lançado em duas versões, a primeira entitulada Maxi Single a segunda versão que contém um DVD com o video clip da canção principal do single.

Ganbare Kumamoto! Mortos em terremotos chegam a 45 no Japão, que ainda enfrenta tremores


Mais um forte terremoto de M5.5 foi sentido em Kumamoto hoje às 17:52h, horario local. O tremor alcançou 5 graus (forte) na escala japonesa em Yatsushiro, na província de Kumamoto. Não há aviso de tsunami. O terremoto teve como epicentro a região de Kumamoto, com profundidade de 10 quilômetros.

O forte terremoto de M7.3 registrado às 1h25 do dia 16 destruiu construções e estradas em Kumamoto. O tremor alcançou 6 graus na escala japonesa (shindo) em várias cidades de Kumamoto e Oita.

Segundo especialistas, desde este último terremoto do dia 16, o epicentro dos abalos passou a ocorrer em outra placa localizada ao norte da placa que se moveu no dia 14, quando aconteceu o primeiro terremoto. “Foi o mais forte terremoto da história do Japão com origem em uma placa localizada sob a terra, e não no mar”, disse o especialista em terremotos da Universidade de Tokyo, Takashi Furumura.

Já a Agência de Meteorologia informou que o terremoto de M7.3 dessa madrugada foi o “principal terremoto” dessa série de recentes abalos, de forma que o terremoto do dia 14 foi apenas um antecedente. Desde o dia 14 foram registrados 213 terremotos com intensidade acima de 1 na escala shindo, dos quais seis alcançaram o nível 6 na escala shindo. Como existem muitas placas sob essa região em Kumamoto, os tremores devem continuar e com forte intensidade.

Na série de terremotos focados em Kumamoto e áreas adjacentes, uma forte atividade sísmica tem sido observada em Yatsushiro e em outros lugares no sudoeste da província, onde tal movimento não tinha sido visto antes.

Uma análise dos epicentros dos terremotos, que tiveram início em 14 de abril, mostrou um movimento inicial para o nordeste, a partir de Kumamoto para Oita. Agora, os sismólogos dizem que um aumento na atividade sísmica foi detectado no sudoeste.

“Temos observado pequenos tremores atingindo esporadicamente (o sudoeste da província de Kumamoto)”, disse um representante da Agência Meteorológica do Japão (JMA) em uma conferência de imprensa realizada no domingo (17). “É difícil prever o que acontecerá, mas pedimos que a população fique em alerta”.

Segundo o representante da JMA, o número de tremores em áreas ao redor de Yatsushiro (Kumamoto) aumentou desde o maior, até agora, de 7,3 graus de magnitude que ocorreu na madrugada de sábado (16) por volta de 1h25, com seu epicentro próximo à cidade de Kumamoto.

O Comitê de Pesquisa sobre Terremoto do governo deu a sua visão de que o terremoto de 16 de abril foi desencadeado por um movimento no trecho leste da falha geológica Futagawa, na província de Kumamoto.

Kumamoto é o local da principal fábrica de motocicletas da Honda no país asiático. De suas linhas de montagem saem os modelos mais emblemáticos da marca da asa, como a Gold Wing, as superesportivas da linha CBR e a nova Africa Twin.

Em comunicado oficial nesta segunda-feira, a Honda afirmou que expressa suas profundas condolências para as vítimas do terremoto. E em função dos estragos causados pela onda de terremotos – o último aconteceu no sábado (16/4) atingindo 7,3 na escala Richter – obrigou a empresa a suspender as operações na planta de Kumamoto até sexta-feira, 22 de abril de 2016. Os futuros planos de produção serão determinados de acordo com a restauração das instalações da fábrica e de seus fornecedores. A empresa desejou uma pronta recuperação aos residentes de Kyushu. A emrpesa havia anunciado na última semana um plano de auxílio às vítimas do terremoto com a doação de 50 milhões de ienes, geradores Honda para o fornecimento de energia e água, além de informações atualizadas das condições das estradas na região por meio de seu programa de navegação Internavi.

A Toyota suspendeu as operações em suas fábricas na província de Aichi e em outros locais nesta terça-feira (19) devido à escassez de peças. Daihatsu e Hino também serão afetadas.A Toyota suspendeu as operações em suas fábricas de montagem na província de Aichi e em outros locais nesta terça-feira (19) devido à escassez de peças, resultado dos fortes terremotos que têm atingido a região sul do arquipélago japonês.

Com mais paralisações previstas entre quarta-feira e sexta-feira, a Toyota planeja interromper a produção em 15 de suas 16 fábricas no Japão até pelo menos o sábado. Visto que o domingo não é um dia típico de trabalho, a montadora poderá decidir amanhã se retomará as operações nas fábricas na segunda-feira ou posteriormente.

A Toyota Motor Kyushu, que fabrica o modelo de luxo Lexus, suspendeu as operações em sua fábrica de Miyata (Fukuoka) na sexta-feira passada.

As linhas de produção em fábricas de montagem de veículos da Toyota, incluindo aquelas nas províncias de Aichi, Miyagi e Iwate, foram suspensas nesta terça-feira.

As fábricas das subsidiárias da Toyota (Daihatsu e Hino) também serão afetadas, segundo a montadora.

Os terremotos interromperam as redes de fornecimento por causa dos amplos danos causados na província de Kumamoto e áreas adjacentes, forçando as fábricas de eletrônicos e veículos na província a paralisarem a produção, além disso, afetaram os sistemas de transporte em vários locais da região.

Evento! Workshop Cultura Japonesa da Aliança Cultural Brasil-Japão(SP)


Uma oportunidade para se divertir, fazer novas amizades e aprender mais sobre a cultura japonesa. No dia 23/04 (sábado), a partir das 10 horas, a unidade São Joaquim da Aliança Cultural Brasil-Japão sedia o “Workshop de Cultura Japonesa“, com participação aberta a alunos, ex-alunos, familiares e interessados em geral. Todos estão convidados para essa atividade divertida e dinâmica!

As atividades programadas para este Workshop são: おりがみ (dobradura), 日本のあそび (jogos japoneses), おにぎり (oniguiri), かんじ(“kanji”), しょどう/すみえ(caligrafia/sumiê ) e かいわ(bate-papo em japonês). Os professores da Aliança serão os instrutores dos workshops, que tem duração de 50 minutos e acontecem em 4 horários: 10h00, 11h00, 14h00 e 15h00.

Regras:

- As vagas são limitadas (20 participantes por turma)

- Participação gratuita para alunos da ACBJ e público em geral.

- É necessário fazer reserva na secretaria da São Joaquim, pessoalmente ou por email ou telefone.

- Caso não possa comparecer, avisar a secretaria com antecedência de 24h

Serviço:

Workshop de Cultura Japonesa
Dia 23 de abril (sábado)
Horário: 10:00 às 16:00 (workshops de 50 minutos às 10:00, 11:00, 14:00 e 15:00)

Local: Aliança Cultural Brasil-Japão – Unidade São Joaquim (R. São Joaquim, 381, 6ºandar, Liberdade, São Paulo
Informações: (11) 3209-9998/6420 ou e-mail: saojoaquim@aliancacultural.org.br

ATENÇÃO – por questão de respeito aos nossos alunos e aos demais interessados no evento, informamos que todos os participantes que confirmarem presença através do contato com a secretaria, mas não participarem do evento, estarão proibidos de participar dos próximos 3 eventos organizados pela Aliança.

Caso você tenha feito a sua inscrição, mas por algum motivo não puder comparecer, avise a nossa secretaria, pelo email saojoaquim@aliancacultural.org.br, com antecedência de pelo menos 24 horas. Agradecemos pela compreensão e pelo respeito ao próximo!

sábado, 16 de abril de 2016

Kumamoto Ganbare! Novo terremoto faz 23 mortos e soterra dezenas de pessoas no Japão


Um novo terremoto atingiu na madrugada deste sábado (16) o sudoeste do Japão, deixando dezenas de pessoas soterradas em deslizamentos de terra e ao menos 23 mortos, o que eleva a 32 o número de vítimas dos tremores registrados nos últimos dois dias.

A região de Kumamoto, na ilha de Kyushu, foi atingida nas últimas 48 horas por uma série de terremotos e réplicas que provocaram uma gigantesca avalanche de lama e pedras que soterrou casas e cortou uma autoestrada.

"O balanço total de vítimas subiu para 32 mortos", declarou à AFP Yumika Kami, porta-voz da prefeitura de Kumamoto. Entre eles, dois estudantes que foram soterrados com uma dezena de outros jovens em uma residência universitária.

Cerca de mil pessoas ficaram feridas, 184 delas com gravidade, segundo as autoridades locais.

"A prioridade é salvar vidas. Devemos agir rapidamente", declarou o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, que cancelou sua visita à região e convocou uma reunião de crise. "Está previsto que o tempo piore (...) havendo o risco de novos deslizamentos e outros desastres", advertiu.

O governo enviou 20.000 homens para ajudar nos trabalhos de resgate.

A agência meteorológica japonesa, que prevê fortes chuvas durante o fim de semana, alertou para a possibilidade de novos deslizamentos de terra em um solo enfraquecido pelos tremores.

A localidade de Misato aconselhou cerca de 10.000 habitantes a deixar a zona por precaução, segundo a rede de televisão NHK.

"Medo"O terremoto deste sábado, de 7 graus de magnitude segundo o Instituto de Geofísica americano (USGS), foi registrado à 1h25 local (13h25 de sexta-feira no horário de Brasília), provocando um alerta de tsunami na costa oeste de Kyushu, que logo foi cancelado.

A agência meteorológica japonesa avaliou o tremor em 7,3 graus e indicou que o terremoto de quinta-feira foi um "precursor".

Na quinta-feira, um terremoto de 6,5 graus de magnitude atingiu a ilha e provocou nove mortes e 900 feridos, dos quais 50 gravemente. Desde então, mais de 100 tremores secundários foram registradas na região.
"Saí da minha casa. Não podia ficar lá por causa dos tremores seguidos", disse Hisako Ogata, de 61, que foi levada para um parque perto de sua casa em Kumamoto junto com outras 50 pessoas.

"Estava com tanto medo", desabafou.

"O último terremoto foi tão forte, ou até mais forte do que o terremoto original", declarou Shotaro Sakamoto, agente da prefeitura de Kumamoto.

Antes do novo terremoto, os habitantes da pequena cidade japonesa de Mashiki já se preparavam para voltar a passar a noite ao relento e faziam fila para receber água potável.

"A casa tremeu", contou à AFP Noboyuki Morita, um morador de 67 anos da cidade de Mashiki. "Estávamos assistindo à televisão quando, de repente, sentimos tremores muito fortes. Fiquei muito surpreso, nunca havia visto um tremor assim na minha vida", completou.

Morita e sua esposa passaram a noite em um carro. Eles não tinham como voltar para casa, depois que o telhado desabou, e os móveis saíram do lugar. O relógio ficou parado às 21h26 (9h26 de Brasília), horário do primeiro tremor.

"Só consegui sair da minha casa depois de cinco réplicas. Foram tão fortes que ficava com medo de me mexer", contou um vendedor à televisão. Em sua casa, tudo estava de pernas para o ar, com estantes, mesas e diversos objetos jogados no chão.

No total, "foram sentidos 123 tremores secundários", disse o sismologista Gen Aoki, da Agência Japonesa de Meteorologia.

Dezenas de casas, muitas delas velhas e de madeira, ficaram total, ou parcialmente, destruídas. Cerca de 44.000 pessoas precisaram se refugiar em centros de acolhida, onde receberam arroz e água potável.

Uma ponte de 200 metros desabou, um santuário milenar foi destruído e as estradas foram marcadas por fissuras.

Além disso, ao menos 14.000 lares ficaram sem eletricidade, e também houve cortes no abastecimento de gás e água. A companhia que alimenta a região, Kyushu Electric Power, afirmou que não foi detectada nenhuma anomalia na central nuclear de Sendai, onde se encontram os dois únicos reatores em serviço no Japão.

As demais instalações nucleares da região, ou seja, as de Ehime e Genkai, não foram afetadas, segundo as companhias operadoras.

O Japão, localizado no encontro de quatro placas tectônicas, sofre a cada ano mais de 20% dos terremotos mais fortes registrados no planeta.

Fonte: http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2016/04/16/novo-terremo-faz-23-mortos-e-soterra-dezenas-de-pessoas-no-japao.htm

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Lançamento! Nagayama Yoko - Fureai Bashi


Confiram o mais recente lançamento da cantora Nagayama Yoko, a canção "Fureai Bashi", que será lançado oficialmente em maio de 2016. Em 2016 a cantora completa 32 anos de carreira e este é o 68º single de sua carreira incluindo a fase em que a cantora interpretava J POP.



Evento! XIX Festival de Comida Tipica Japonesa em BH (MG)


Kumamoto Ganbare! Terremoto Atinge a Região de Kyushu no Japão


De acordo com a Agência Meteorológica do Japão, houve ocorrência de um terremoto às 21h16 de 14 de abril, quinta-feira. Logo em seguida, às 22h08, novos tremores nas províncias de Kyushu, com intensidade 6 (fraco).

A profundidade do epicentro foi de 10 km e a escala do sismo indica magnitude de 6,4 graus. A imprensa está alertando as pessoas para se afastarem das margens dos rios e do mar, além das encostas das montanhas.

O Primeiro Ministro do Japão, Shinzo Abe declarou que já solicitou coleta de informações urgentemente. Os Corpos de Bombeiros das províncias de Kyushu estão trabalhando para verificar se há vítimas.

O terremoto durou cerca de 30 segundos e atingiu o nível máximo na escala japonesa - que vai de 0 a 7 - no distrito de Mashiki, a leste da cidade, onde fica o aeroporto de Kumamoto. Seu epicentro foi determinado a 10 quilômetros de profundidade.

Segundo a rede de televisão NHK, o abalo foi o mais forte desde o terremoto de março de 2011, quando um tremor no Japão deixou 18.500 mortos ou desaparecidos e provocou grande destruição, incluindo um acidente nuclear na Central de Fukushima.

O principal porta-voz do governo do Japão, Yoshihide Suga, disse que vários prédios desmoronaram. Segundo a polícia, o terremoto destruiu dezenove casas, deixou 16.000 lares sem eletricidade e outros 38.000 sem gás. Há relatos de incêndios em diferentes locais da cidade. Há mais de 10 edificações que sofreram colapso, além de pessoas feridas por ficarem sob armários que caíram com os tremores ocorridos às 21h26 e 22h08, segundo a polícia de Mifune Kumamoto. Nas cidade de Mifune e Mashiki os bombeiros estão apagando chamas como consequência dos tremores. Em Kumamoto (província homônima), os hospitais estão recebendo vítimas com ferimentos, mas ainda não há dados oficiais.

Segundo a polícia de Saga, não há problema com a Kyushu Electric Power Genkai, localizada em Genkai (Saga). Igualmente, não houve problema com a Usina Nuclear de Kyushu, localizada na província de Kagoshima.

A prefeitura da cidade de Yashiki (Kumamoto) está recebendo pessoas que necessitam de abrigo, até as 23h00 de quinta-feira (14/abr). Sem energia elétrica, o exército japonês, corpo de bombeiros e voluntários já providenciaram iluminação e as pessoas chegam com seus cobertores. Até as 23h00 os tremores ainda continuam em Kumamoto.

Conforme a pagina do G1, o terremoto de 6,5 graus de magnitude que atingiu a quinta-feira (13) o sudoeste do Japão deixou pelo menos nove mortos e 1.126 feridos, entre eles 50 em estado grave, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pelas autoridades japonesas.

Entre os nove mortos estão quatro homens e cinco mulheres, a maioria deles maiores de 60 anos, que morreram em acidentes causados pelo terremoto no distrito de Mashiki e na cidade de Kumamoto.

Além disso, o terremoto deixou 1.126 pessoas feridas em 13 municípios e 44,4 mil pessoas foram evacuadas.

No distrito de Mashiki, o terremoto alcançou o nível 7 na escala japonesa, que se centra mais nas áreas afetadas que na intensidade do tremor, e causou o desabamento de 20 casas.Após o terremoto, foram registradas 135 réplicas, segundo a JMA, que alertou da possibilidade que se produzam novos tremores, inclusive alguns de elevada intensidade.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, se deslocará no sábado à zona do terremoto, onde visitará alguns dos afetados, enquanto o Ministério da Defesa enviou cerca de 1,7 mil soldados das forças de Autodefesa para ajudar os municípios afetados.

Abe afirmou nesta sexta-feira que o governo e os serviços de resgate "estão fazendo todo o possível e trabalhando contra o relógio para salvar vidas", em declarações feitas após uma reunião de emergência do Executivo e recolhidas pela rede "NHK".Trata-se do primeiro terremoto que alcança o nível 7 na escala japonesa desde o potente terremoto de 11 de março de 2011 que gerou um devastador tsunami e deixou mais de 18 mil mortos e desaparecidos no nordeste japonês, além de provocar na central de Fukushima o pior acidente nuclear desde Chernobyl.

02º Terremoto de Magnitude Alta Atinge a Região de Kyushu

A Agência Nacional de Meteorologia do Japão acabou de anunciar um novo tremor na província de Kumamoto, à 01h25 deste sábado (16), com intensidades 6 (forte) na capital e nas cidades de Aso e Ashikita e com intensidade 5 (forte) e 5 (fraco) graus em algumas localidades de Fukuoka, Saga, Nagasaki, Ooita e Miyazaki.

De acordo com o portal IPC Digital, as autoridades japonesas anunciaram para que as pessoas se afastem da costa por conta da previsão de tsunami. Este é o segundo dia consecutivo que o Japão é atingido por terremotos.

Segundo a página da UOL, as autoridades do Japão alertaram moradores de áreas litorâneas sobre um possível tsunami com ondas de um metro de altura após o forte terremoto de magnitude 7 que sacudiu nesta sexta-feira (15) o sudoeste do país, informou a agência japonesa "Kyodo".

O terremoto aconteceu às 16h25 GMT (13h25 de Brasília), com epicentro a um quilômetro da cidade de Kumamoto, na ilha de Kyushu, e hipocentro situado a cerca de 11 quilômetros de profundidade, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).

O tremor registrado hoje em Kumamoto supera o de magnitude 6,5 ocorrido ontem na mesma região e que provocou pelo menos nove mortes e deixou 1.126 feridos, entre eles 50 em estado grave. Além disso, este foi o abalo sísmico mais forte no Japão desde o que, em 2011, causou mais de 18 mil mortes e provocou um desastre nuclear na usina de Fukushima.

A 120 quilômetros de onde aconteceu o terremoto desta sexta-feira fica a usina nuclear de Sendai, a única atualmente em funcionamento no Japão.

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Evento! Festa do Sorvete da A.C. Nipo Brasileira de Vila Nova Cachoeirinha(SP)


Olá amigos! Neste proximo domingo acontecerá na sede da Associação Cultural Nipo Brasileira de Vila Nova Cachoeirinha na Zona Norte de São Paulo a Festa do Sorvete. É com muita satisfação que farei uma apresentação especial neste evento, nesta Associação onde fiz aula de Karaoke com o saudos Professro Hiroki Okada e posteriormente com a Professora Kiyomi Kanashiro. Espero por vocês!! Horario previsto da apresentação por volta das 16h. 

Lançamento! Kiritani Kenta with BEGIN - Umi no Koe


Confiram este lindo lançamento da parceria entre o trio BEGIN  e o ator e cantor Kiritani Kenta, a canção "Umi no Koe", lançado em dezembro de 2015 exclusivamente através de venda digital. Em outubro de 2015 o BEGIN lançou esta canção em seu álbum "Sugar Cane Cable Network". O Clipe da música é inspirado na lenda de Urashima Taro. Esta canção é single de debut do ator e cantor Kiritani Kenta e tem feito grande sucesso na midia japonesa atualmente. 

O nome Urashima Taro é mencionado pela primeira vez durante o Período Muromachi (século XV), no livro Otogizōshi, mas a história é muito mais antiga, datando do Período Nara (século VIII). Em livros antigos, tais como Nihon Shoki, Man'yōshū e Tango Kuni Fudoki (丹後国風土記), Urashima Taro é referido como Urashimako, embora a lenda seja a mesma. Isto representa uma mudança na maneira de se atribuir nomes no Japão; em eras anteriores, -ko (criança) era usado para nomes tanto masculinos como femininos, enquanto que em eras mais recentes é utilizado mais como componente de nomes femininos, sendo comumente substituído por -tarou, (lit.: grande juventude) para nomes masculinos.Urashima Taro era um pescador japonês que um dia salvou uma tartaruga que estava sendo maltratada na praia por alguns rapazes. Tarō a salvou dos meninos e retornou-a ao mar.

No dia seguinte, uma tartaruga enorme se aproximou dele e lhe disse que a pequena tartaruga que ele salvara era na verdade a filha do Imperador do Mar, que gostaria de vê-lo e agradecer-lhe. Ela permitiu que ele subisse em suas costas e, através de magia, fez surgir brânquias em Taro para que ele pudesse respirar debaixo d'água. Assim pôde levá-lo a uma viagem para conhecer o fundo do mar e o palácio do rei-dragão, Ryūgū-jō (竜宮城 ou 龍宮城). Lá o pescador se encontrou com o imperador e com a sua filha, a pequena tartaruga, que agora estava transformada em uma bonita princesa.

Taro ficou no palácio como hóspede de honra e muitas festas foram feitas em sua homenagem. Assim foram se passando os dias. Embora feliz nas águas marinhas, Urashima começou a sentir saudades de sua terra natal e de seus parentes, e pediu para voltar. Ao partir, recebeu da princesa uma arca de presente, com a promessa de que só a abrisse quando ficasse bem velho e de cabelos brancos.

Ao chegar em sua cidade não a reconheceu, pois estava tudo muito mudado. Ele não conseguiu reconhecer nenhuma das pessoas da vila, os lugares já não eram mais os mesmos.

Começou a perguntar se ninguém conhecia um pescador chamado Urashima Tarō. Algumas pessoas disseram que tinham ouvido falar de alguém com esse nome, que havia desaparecido no mar muitos anos atrás. Taro acabou descobrindo que haviam se passado trezentos anos desde o dia em que havia decidido ir ao fundo do mar.

Tomado de grande tristeza, foi para a beira do mar na esperança de reencontrar a tartaruga, mas desesperou-se porque esta demorava e acabou abrindo a caixa que a princesa lhe havia oferecido. De dentro dela saiu uma nuvem de fumaça branca, que o envolveu. De repente, seu corpo tornou-se velho e enrugado, nasceu-lhe uma longa barba branca e suas costas curvaram-se com o peso de tantos anos. E do mar veio a voz doce e triste da princesa: "Eu lhe disse para não abrir a caixa. Nela estavam todos os seus anos …" A caixa continha a "eterna juventude" de Urashima Taro e o pescador, sem reconhecer seu valor, deixou-a ir-se para sempre.





Evento! IV Seinen Grill na Associação Okinawa de Guarulhos (SP)


quarta-feira, 13 de abril de 2016

Evento! Curso Sushi Sem Misterios em SP e BH


Curso São Paulo-SP 17/04 - Informações SOMENTE por whatsapp (11)96160-5967. Últimas vagas!!
Curso BH-MG 24/04 - Informações SOMENTE por whatsapp (31)98621-3222. Vagas limitadas!!
Curta aqui nossa página Facebook!! https://www.facebook.com/sushisemmisterios/posts/1594025964244914:0
Siga-nos Instagram: @cursosushisemmisterios
(Foto: aluno Gustavo Nonaka, BH-MG)

Evento! 20º Festival de Yatai Gastronômico (SP)


Lançamento! Yamakawa Yutaka - Saiai


Confiram o mais recente lançamento do cantor Yamakawa Yutaka, a canção "Saiai", lançado em março de 2016. Este single comemora os 35 anos de carreira do cantor.



terça-feira, 12 de abril de 2016

Evento! 31º Akimatsuri em Mogi das Cruzes (SP)


O Akimatsuri é uma das festas mais tradicionais da colônia japonesa realizada dentro do Estado de São Paulo, com uma média de público de 80 mil pessoas. É realizada desde 1986, em Mogi das Cruzes, (apenas 50 minutos da Capital) pelo Bunkyo de Mogi das Cruzes, sempre no mês de abril, por um grupo de voluntários que tem como missão ajudar a associação no resgate e divulgação da cultura japonesa.

Frente a esse objetivo, o Akimatsuri mantém viva as tradições, costumes, crenças e incentiva as manifestações artísticas e culturais. Como em todos os anos, tem uma grande programação de shows e eventos que, além de entreter, dão a oportunidade para jovens talentos e grupos artísticos divulgarem seu potencial.

Outra importante tarefa atribuída à Festa do Akimatsuri é a divulgação da atividade agrícola da região. Em um espaço reservado, chamado de Pavilhão Agrícola, agricultores de diferentes tipos de cultura expõem seus produtos de uma maneira bem diferente. Flores, frutas, hortaliças, verduras e ovos transformam-se em artigos de decoração, destacando-se pela criatividade e originalidade.

É com grande alegria que neste ano terei a oportunidade de fazer uma apresentação muito especial! Com a participação especial do Kiendaiko de São Bernardo do Campo, do Grupo Hanabi Soran e da Cantora Debora Iha(Campeã do Okinawa Minyo Taikai Brasileiro de 2016), levarei uma mistura da cultura japonesa em 01hora de apresentação, percorrendo músicas tradicionais japonesas que vão desde o Norte até o Sul do Japão e também com algumas misturas e homenagens durante a apresentação. Horario previsto da apresentação: 18h do dia 16/04. Espero todos vocês neste grandioso evento da cultura japonesa da região de Mogi das Cruzes!! 



31ª Festa de Outono 🍁 AKIMATSURI  em Mogi das Cruzes
👉 Dias 9, 10, 16 e 17 de abril de 2016 👈
Pavilhão Cultural e Agrícola, Comidas Típicas, Área de Lazer e Descanso, Amplo Estacionamento, Cerimônia Tooro Nagashi, Shows e outras atrações.

🔸 Local:
Centro Esportivo Bunkyo
Av. Japão, 5919 - Porteira Preta - Mogi das Cruzes/SP
Como chegar: https://goo.gl/maps/ZALFxqWiqA62

🔸 Horário de funcionamento:
Sábados das 10h às 22h e Domingos das 10h às 20h.

🔸 Mais informações:
📞 (11) 4791.2022

🔸 Confira programação e outras informações em nosso website:
http:// www.akimatsuri.com.br



domingo, 10 de abril de 2016

Ranking Oricon Abril de 2016

Olá amigos do Enka Mania! Hoje vamos trazer o Ranking da Oricon dos singles mais vendidos no estilo Enka/Kayo. Em primeiro lugar temos o single da cantora Mizumori Kaori, "Echigo Suibara", lançado em março de 2016. Podemos observar no Ranking de Abril que existe um grande equilibrio entre os cantores veteranos como Itsuki Hiroshi, Tendo Yoshimi e Kawanaka Miyuki, e a nova geração do Enka como Hikawa Kiyoshi, Yamauchi Keisuke e Miyama Hiroshi.  

01 - Echigo Suibara - Mizumori Kaori
02 - Ryuten no Hatoba - Yamauchi Keisuke
03 - Beni no Kasa - Otsuki Miyako
04 - Shimantogawa - Miyama Hiroshi
05 - Aun no Hana - Shimazu Aya
06 - Miren Gokoro - Hikawa Kiyoshi
07 - Jinsei Goyomi - Kawanaka Miyuki
08 - Defune Sanbashi - Shina Sachiko
09 - Onna no Akari - Tendo Yoshimi
10 - Saiai - Yamakawa Yutaka
11 - Kita no Kaikyo - Sakamoto Fuyumi
12 - Kinokawa Ryojo - Chiba Kazuo
13 - Tekagami - Uesugi Kaori
14 - Kita no Shoka - Hashiri Yusuke
15 - Towa no Uta - Itsuki Hiroshi
16 - Onna... Mizore Ame - Harada Yuri
17 - Tokyo Kamishibai - Takeshima Hiroshi
18 - Tosa Nyobou - Nakamura Mitsuko
19 - Nagare Gumo - Kitayama Takeshi
20 - Shiawase Sagashi - Tagawa Toshimi

Evento! Recital de Canto com Eiko Senda e Quinteto de Cordas na Cidade de Passo Fundo (RS)


Evento! 10º Festival de Taiko A.C.D. Nikkey de São Miguel Paulista (SP)



Olá amigos! Neste domingo, dia 10/04 estarei me apresentando junto do Hanabi Soran no 10º Festival de Taiko da A.C.D. Nikkey de São Miguel Paulista em São Paulo. Apresentação prevista para às 14:00h. Espero todos vcs!! 

10º Festival de Taiko de São Miguel Paulista
Data: 10/04/2016
Local: Praça São João de Cortez, num 08 (Antiga Praça da Paz)
São Miguel Paulista

sábado, 9 de abril de 2016

Lançamento! Shimazu Aya - Aun no Hana / Kaeranchyayoka


Confiram o mais recente lançamento da cantora Shimazu Aya, a canção "Aun no Hana", lançado em março de 2016. Neste ano a cantora completa 30 anos de carreira e em 2015 ela fechou o ano com uma belissima apresentação no 66º Kouhaku Utagasen da TV NHK com um de seus grandes sucessos, a canção "Kaeranchyayoka", lançado originalmente em 2004. Em janeiro de 2016 ela relançou o single "Kaeranchyayoka" junto de um de seus grandes sucessos, a canção "Kanshajo ~haha he no message~", canção que lhe rendeu sua primeira participação no show Kouhaku Utagasen da TV NHK em 2001. Confiram o video da canção "Au no Hana", seu 55º single, e na sequência, confiram os videos das canções "Kaeranchyayoka" e "Kanshajo~haha he no message~".