sábado, 16 de julho de 2016

Especial Lenda do Tanabata Matsuri!


O Japão é palco de uma grande quantidade de festivais durante o verão, como o Bon Odori por exemplo. Outro festival bastante popular e esperado pelos japoneses é o Tanabata Matsuri, conhecido também por outros nomes como Festival do Tanabata, Festival das Estrelas, ou ainda Festival da Sétima Noite.

O Tanabata Festival (japonês: 七夕祭り, "Festival do Tanabata"), ou simplesmente Tanabata (japonês: 七夕, jukujikun significando "Sétima Noite", ou, raramente, 棚機, significando algo como "Ponte do Tecelão") tem origem na China e remonta uma lenda de mais de 2 mil anos atrás. Na China recebe o nome de Qixi Festival e é considerado o Dia dos Namorados chinês. No Japão é comemorado no dia 7 de julho ou 7 de agosto (que é em torno do sétimo dia do sétimo mês do ano lunar). O festival foi importado pela imperatriz Koken no ano de 755, sendo adotado no Palácio Imperial de Kyoto à partir do período Heian. Porém se tornou realmente popular no início da Era Edo, se misturando aos tradicionais festivais Obon.

Pode-se dizer que o Tanabata seja uma das grandes influências chinesas trazida para o Japão. Na verdade existem outros festivais semelhantes em outros países do Oriente e até do Ocidente, inspiradas no folclore chinês da “Princesa e o Pastor” ou nas estrelas Vega e Altair, que veremos na lenda mais abaixo.o sétimo mês do calendário lunar).Como o Festival corresponde ao calendário lunar, a data das festividades podem variar conforme a região, porém começam sempre no dia 7 de julho do calendário gregoriano, se estendendo até agosto, de acordo com a região ou país.

Durante o Festival Tanabata, existe o costume tradicional de se escrever desejos em um pequeno pedaço de papel colorido (Tanzaku), que depois são pendurados em ramos de bambu, na esperança de que o desejo se torne realidade. Cada cor tem um significado: amarelo é dinheiro; rosa, amor; vermelho, paixão; azul, proteção e saúde; verde, esperança; branco, paz.

Grandes decorações coloridas também são vistas enfeitando as casas, assim como as praças e ruas principais de muitas cidades japonesas. Em outras regiões é comum também colocar lanternas de papel ou folhas de bambu no rio, para que sejam levadas pelas correntezas, sendo queimados após o festival.

Os maiores festivais Tanabata no Japão, ocorrem em Sendai (agosto) e Hiratsuka (julho). É comum também vermos o Tanabata sendo representado através de mangás, animes, dramas de TV japoneses, filmes e até canções!
A Lenda do Tanabata

A origem do Tanabata é baseado em um conto antigo chinês com mais de 2.000 anos atrás. Era uma vez uma Princesa Tecelã chamada Orihime, filha de Tenkou, o Rei Celestial e um Príncipe Pastor chamado Hikoboshi, que viviam na Via Láctea. Em certo momento se encontraram e se apaixonaram um pelo outro.

Os dois sempre foram muito trabalhadores e responsáveis com seu trabalho, porém desde que começaram a viver um intenso romance, o jovem casal deixou de cumprir com as obrigações e tarefas diárias como de costume.

Isso provocou a ira no rei Tenkou, que resolveu separá-los em lados opostos do rio Amanogawa (Via Láctea). Orihime chorou e implorou muito a seu pai, que se comoveu e concordou em deixá-los se encontrar somente uma vez por ano, no dia 7 do mês 7 do calendário lunar, sendo representados pelas estrelas Vega e Altair.

Em agradecimento à dádiva recebida, o casal atende aos pedidos vindos da Terra, feitos em papéis coloridos (irogami) e pendurados em bambus(sassadake). Acredita-se que se nesse dia estiver chuvoso, Orihime e Hikoboshi não podem ver um ao outro e o encontro só poderá ser novamente no ano seguinte.

Na mitologia japonesa, este casal é representada por duas estrelas situadas em lados opostos da galáxia, que realmente só são vistas juntas uma vez por ano: Vega (Orihime) e Altair (Kengyu). Veja o vídeo abaixo com a história:


Festival do Tanabata no Brasil

No Brasil, o primeiro festival Tanabata foi realizado na cidade de Assaí no Estado do Paraná no ano de 1978. No ano seguinte, em 1979, o evento passou a ser feito anualmente no Bairro da Liberdade, na cidade de São Paulo, que neste ano (2016), será realizado nos dias 16 e 17 de julho.

Hoje em dia, muitas outras cidades, entre elas Santo André e Ribeirão Preto, promovem o Tanabata Matsuri, com sua decoração colorida típica, além de muitas apresentações de tambores Taiko, danças folclóricas e shows de cantores. Os festivais Tanabata geralmente ocorrem nos dias 7 e 8 de julho no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário